Almoço na Aroeira

Almoço na Aroeira
Hélia e Milú

domingo, 10 de outubro de 2010

Manuel de Oliveira-101 anos-dança com Sweet and Tender



Manuel de Oliveira, o velho cineasta actualmente com 101 anos , há dois anos dançou com Sweet and Tender! Inacreditável!

domingo, 3 de outubro de 2010

Vila Velha de Ródão


Castelo de Vila Velha de Ródão

Portas do Ródão


Passeio de barco no Rio Tejo


Vila Velha de Ródão é uma vila no distrito de Castelo Branco, região Centro e sub-região da Beira Interior Sul. Atravessada pelo bonito Rio Tejo , desde cedo firmou a sua influência como meio de subsistência e comunicação. Foi esta vila que eu visitei pela 1ª vez a semana passada. Depois de uma viagem muito agradável de comboio ao longo do Rio Tejo, durante a qual pude observar uma paisagem maravilhosa, desci na estação de Castelo Branco e de autocarro cheguei a Vila Velha do Ródão, situada a poucos quilómetros.
As origens de Vila Velha do Ródão perdem-se no tempo, sabendo-se que o homem já habitava estes territórios bem antes da criação da Nacionalidade Portuguesa. Vila Velha do Ródão era mesmo um ponto estratégico de delimitações de fronteiras cristãs face aos muçulmanos, e na garantia da liberdade de navegação do Tejo, como se pode constatar pela construção do Castelo da vila.
No século XII parte deste território foi entregue à Ordem do Templo que durante séculos geriu a zona.
Durante séculos o concelho de Vila Velha de Ródão teve uma feição maioritariamente rural, mas durante a segunda metade do século XX foram criadas e desenvolvidas diversas unidades industriais, alterando a paisagem e a realidade arquitectónica, cultural e humana.
Não obstante, Vila Velha do Ródão está situada num local de grande beleza natural, como é visível do seu Castelo e das fantásticas Portas do Ródão, provavelmente o local mais interessante do concelho, de onde se avistam panoramas maravilhosos. As Portas de Ródão são uma formação geológica resultante da intersecção do duro relevo quartzítico da Serra das Talhadas com o curso do rio Tejo. Neste local há um estreitamento do vale, que aqui corre entre duas paredes escarpadas, que atingem cerca de 170 m de altura, fazendo lembrar duas "portas", uma a norte no distrito de Castelo Branco, Beira Baixa, e outra a sul no concelho de Nisa, distrito de Portalegre, Alto Alentejo. De destacar são os recursos naturais da região, como os providos pelas Barragens de Fratel (no rio Tejo) e da Pracana (no rio Ocresa), reunindo condições perfeitas para a prática das mais diversas actividades de lazer e desporto. O rio Tejo fornece à região o mais fresco pescado, permitindo uma Gastronomia variada, de onde fazem parte especialidades como a sopa de peixe, a sopa de boda e diversos pratos com sável, lampreia ou enguias.
As Portas do Ródão são igualmente um local privilegiado de observação da avifauna, servindo de habitat à maior colónia de grifos de Portugal, assim como à cegonha-preta ou ao milhafre-real.











quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Santiago de Compostela

Catedral de Santiago de Compostela
Missa na Catedral



Praça Obradoiro

A semana passada estive pela 1ªvez em Santiago de Compostela, capital da Galiza, localizada na Província da Corunha, uma cidade espanhola mundialmente famosa pela sua Catedral, onde acorrem os peregrinos que perfazem os Caminhos de Santiago, de maneira a depararem-se com o manto de Santiago, um dos apóstolos de Jesus Cristo, cujo corpo se diz que foi trasladado para aquele lugar.
Segundo uma lenda muito antiga, após a dispersão dos apóstolos de Jesus Cristo pelo mundo, São Tiago foi pregar as “boas novas”em regiões longínquas, passando algum tempo na Galiza, extremo oeste da Espanha. Ao voltar à Palestina foi preso e decapitado e o seu corpo atirado para fora das muralhas de Jerusalém. Dois dos seus discípulos, Teodoro e Atanásio, recolheram os seus restos mortais e em barco levaram-os de volta ao Ocidente, aportando na antiga cidade de Iria Flávia, na costa oeste espanhola, sepultando-os secretamente em um bosque de nome Libradon. O lugar foi esquecido até que oito séculos depois, um eremita chamado Pelayo começou a observar neste local um estranho fenómeno: uma verdadeira chuva de estrelas caía todas as noites ali, emanando uma enorme luminosidade.
Avisado destas luzes místicas, o bispo de Iria Flávia, Teodomiro, ordenou que fossem feitas escavações nesse local, encontrando assim uma caixa de mármore com os ossos do Santo. O local foi chamado “ Campus Stellae”, cuja tradução quer dizer “ Campo de Estrelas” e o nome Santiago de Compostela compõe-se de duas partes –“ São Tiago”- o Apóstolo e –Compostela - “Campo de Estrelas”-A notícia espalhou-se e as pessoas começaram a deslocar-se a este local a fim de conhecer o sepulcro, originando o Caminho de Santiago de Compostela, Caminho que muitos peregrinos continuam a percorrer e que tive ocasião de verificar durante a minha curta estadia em Santiago de Compostela.



sábado, 24 de abril de 2010

Viagem a Berlim

Reichstag( Parlamento)
Porta de Bradenburgo

Vestígios do MURO de Berlim


Rio Spree



Um dos muitos parques de Berlim




Palácio de Sans Souci




Na manhã do passado dia 15 de Abril, eu e um grupo de amigos viajámos até Berlim, onde chegámos às 14h. (hora local). Á nossa chegada ao Hotel, situado numa das mais movimentadas Avenidas da cidade, a famosa KUFURSTENDAMM, fomos informados do encerramento da maioria dos Aeroportos da Europa, devido à nuvem de cinzas vulcânicas provenientes do vulcão situado na Islândia. Tivemos logo a sensação de que o nosso voo de regresso a Lisboa, marcado para dia 18 às 19h. (Hora local), não se iria efectuar, o que realmente aconteceu, pois em vez da viagem rápida e cómoda de avião, regressamos de autocarro, com paragem para dormir em Frankfurt e Paris e de Paris viemos directos a Lisboa, onde chegámos 3 dias depois da data prevista. Mas a nossa estadia de 4 dias em Berlim, que eu não conhecia, foi muito agradável, o tempo estava magnífico e o Sol brilhou todos os dias. Berlim é uma cidade simpática, onde passeamos a pé sem dificuldade, pois a cidade é plana e as ruas e passeios são muito largos. Percorremos de autocarro os lugares mais importantes de Berlim e visitámos alguns dos muitos magestosos Monumentos, Museus e Igrejas, de grande importância Histórica, como a Porta de Bradenburgo, o conjunto monumental UNTER den LIDEN, o famoso CHECK POINTCHARLIE, uma das zonas de encontro da zona Oriental e Ocidental e onde se deu um dos momentos mais quentes com o confronto dos carros de combate dos aliados e a então União Soviética e o que resta do “MURO”, divisão da cidade durante o Período da Guerra Fria. Berlim tem muitos espaços verdes e enormes jardins como o TIERGARTEN. O tempo era pouco para visitar tudo quanto desejaríamos, mas ainda houve ocasião para assistirmos á noite a um espectáculo de Jazz e a um Concerto e a deliciarmo-nos num passeio de barco pelo rio Spree. Na manhã do último dia em Berlim, partimos para POTSDAM, cidade residência dos reis da Prússia, onde se encontra o sumptuoso “ NEUES PALAIS “ de SANS SOUCI, rodeado de um extenso e belo parque. Depois do almoço voltámos a Berlim para iniciar a nossa viagem de regresso a Lisboa, uma longa viagem de autocarro, que eu nunca imaginei fazer.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Praia Fluvial do Vimieiro









Vimieiro fica na margem direita do rio Alva e pertence à Freguesia de S. Pedro de Alva, uma Freguesia do Concelho de Penacova. Tem uma praia e esta é mais uma das muitas praias fluviais que existem no nosso País. Banhada pelo rio Alva, tem uma paisagem maravilhosa. Estive lá pela 1ªvez na semana passada, no Sábado de Páscoa. Depois de descermos por um caminho de terra batida, abandonámos o mundo real e entrámos numa dimensão onde o sonho é o limite. De sons, registavam-se o chilrear dos pássaros e o correr preguiçoso da água. Os peixes muito sossegadamente deliciavam -se nas águas límpidas que os acolhiam. Nesta época do ano a praia estava quase deserta, mas segundo me informaram, a praia é muito concorrida no tempo de Verão, principalmente por gente da região. O silêncio que nos rodeava e a beleza à nossa volta dava-nos uma enorme sensação de Tranquilidade e de Paz. Foi um sábado muito agradável, até porque a chuva fez uma pausa e o sol brilhou, o que nos permitiu saborear toda a maravilha que nos rodeava e usufruir da calma e do silêncio, longe do ruído da cidade e das preocupações que muitas vezes nos atormentam

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

A Vida é uma bola...

A VIDA É UMA BOLA
… Jogar uma bola na parede
Se fôr jogada uma bola verde, ela voltará azul
Se a bola fôr jogada fraca, ela voltará fraca
Se a bola fôr jogada com força, ela voltará com força
Por isso, “nunca jogue uma bola na Vida”,de forma que não esteja pronto para recebê-la
A Vida não dá nem empresta.
Não se comove nem se apieda
TUDO QUANTO ELA FAZ
É:
RETRIBUIR E TRANSFERIR TUDO AQUILO QUE NÓS LHE OFERECEMOS