Almoço na Aroeira

Almoço na Aroeira
Hélia e Milú

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Auto de Natal do Poeta João Coelho dos Santos

                                 

                                                                    NATAL DE QUEM ?



Mulheres atarefadas,

Tratam do bacalhau,

Do perú, das rabanadas.

--Não esqueças o colorau,

O azeite e o bolo rei...

--Está bem , eu sei .

--E as garrafas de vinho?

--Já vão a caminho...

--Oh Mãe, estou para ver

Que prendas vou ter.

Que prendas terei?

--Não sei,não sei...

Num qualquer lado,

Esquecido, abandonado,

O Deus Menino

Murmura baixinho:

--Então e Eu,

Toda a gente Me esqueceu?


Senta-se a família

À volta da mesa,

(Não há sinal da cruz

Nem oração ou reza).

Tilintam copos e talheres.

Crianças, homens e mulhers

Em eufórico ambiente,

Lá fora tão frio,

Cá dentro tão quente!


Algures esquecido,

Ouve-se Jesus dorido:

--Então e Eu,

Toda a gente Me esqueceu?


Rasgam-se embrulhos,

Abrem-se as prendas.

Aumentam-se os barulhos

Com mais oferendas.

Amontoam-se sacos e papeis

Sem regras nem leis.

E Cristo Menino a fazer beicinho:

--Então e Eu,

Toda a gente Me esqueceu?


O sono está a chegar

Tantos restos por mesa e chão!

Cada um vai transportar

Bem esatar no coração.A noite vai terminar

E o Menino, quase a chorar:

--Então e Eu

Toda a gente Me esqueceu?

Era a festa do Meu Natal

E, do princípio ao fim,

Quem se lembrou de Mim?

Não tive teto nem afeto!



Em tudo, tudo , eu medito

E pergunto no fechar da luz:


--Foi este o Natal de Jesus ?


                                     ( João Coelho dos Santos )


A todos os meus Amigos desejo um Natal feliz com muita Paz e Amor


12 comentários:

gota de vidro disse...


Adorei...

Boa partilha

Boas festas e um Excelente Ano

beijinho da Gota

São disse...

Adorei o poema e fez-me lembrar um de António Gedeão que também acho uma maravilha!

Para si e quem desejar, os meus votos de alegre quadra, Natal com muito carinho e um 2014 bem melhor do que 2013.

E que o mundo melhore e Portugal consiga encontrar o caminho para sair do sofrimento em que jaz.

Abraço com muita gratidão, rrrs

Célia Rangel disse...

Um poema que é realidade plena! Obrigada pela partilha!
Abraços natalinos,
Célia.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Helia!

Bem se lhe poderia chamar o lamento do Menino Jesus; eXpressão do nosso tempo....


Para si e os seus, um Santo e Feliz Natal, com saúde alegria, e boa disposição.

Com um abraço
Vitor

Mariazita Azevedo disse...

Na impossibilidade de dirigir a cada amiga/o uma mensagem de Natal personalizada, escrevi umas palavras muito simples mas bem significativas do meu sentir:

“Neste Natal gostaria de trazer-te:
O verde da árvore – a cor da Esperança;
E, das bolas coloridas:
- O vermelho – a cor do meu Amor fraterno;
- O azul – a cor da suavidade dos Anjos;
- O dourado – a cor da prosperidade que te desejo;
- O roxo – a tristeza que sinto quando não te vejo;
- O branco – A Paz que quero para a tua vida.
No tanger dos sinos ouve a minha voz pedindo protecção para ti e toda a tua família.
Seja onde for que te encontres deixa-me ser um pouco do teu Natal.
Mas… acima de tudo, desejo que, na tua noite de Natal, o “Menino” não tenha que perguntar:
- Então e eu? - (V. minha postagem de 27/12/2009 – NATAL DE QUEM?)

Mil beijos natalícios
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

Bandys disse...

Uma grande vdd, as vezes nos esquecemos do aniversariante.

Desejo que você tenha um ótimo Natal, cheio de alegrias, harmonia e tudo que a nossa Caixinha de sonhos nos faz acreditar. Que esse Novo Ano que se aproxima seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita Paz para o nosso mundo.

Beijos

MARILENE disse...

Belos versos. Em muitos lares o aniversariante é esquecido.
Desejo-lhe um Natal de harmonia e união, vivido com o real sentido da data. Bjs.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Que neste Natal a magia da criança que fomos esteja presente nos nossos corações...que não seja apenas uma comemoração de um dia, mas momentos de amor que se prolonguem por todo o ano...unindo almas e encurtando distâncias com o carinho de uma palavra...o calor de um abraço que se sente como um lenitivo para todas as dores.

FELIZ NATAL junto de todos os que amas

Um beijinho com carinho
Sonhadora

SOL da Esteva disse...


Querida Amiga

Sentir a comunhão do Natal,
viver o Espírito de Natal,
realizar o Natal, é o princípio da fraternidade e da amizade.
Ninguém fica imune.

Não tendo a faculdade de estar presente em cada lugar, em cada Sítio,
em cada recanto, dum modo uniforme e colectivo
(como uma coroa de Natal) te abraço ao meu mais profundo desejo:
UM SANTO E FELIZ NATAL.

Beijos

SOL

Nilson Barcelli disse...

Um excelente poema de Natal.
Realista...
Hélia, minha querida amiga, desejo-te um NATAL MUITO FELIZ e um PRÓSPERO ANO NOVO.
BOAS FESTAS
para ti e para toda a tua família.
Beijos.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Meu desejo para os que habitam
o meu coração,
é um mergulho no tempo,
onde cada dia,
é um dia de ano novo,
e cada sonho,
uma senha a ser descoberta,
nesta caminhada rumo a alegria.

Muito obrigado por sua amizade.
Que sejamos e façamos felizes a cada dia.

ALUÍSIO CAVALCANTE JR.

Fa menor disse...

Muito bonito e verdadeiro.
Quantos Natais por aí sem Jesus!

Continuação de Boas Festas.
Um 2014 de renovada Esperança!

beijos