piquenique

piquenique
na Tapada de Mafra

Almoço na Aroeira

Almoço na Aroeira
Hélia e Milú

sábado, 11 de julho de 2009

Imbondeiro

Conhecem o Imbondeiro? Quem esteve em África, como eu já estive (há muitos anos, em Luanda _Angola) conhece certamente o Imbondeiro( Baobá-nome científico).É uma das árvores seculares de África,cujo diâmetro pode ultrapassar os 3 metros. O seu fruto é parecido com uma abóbora gigante comprida, é considerado maduro quando está seco e depois de partido o envólucro parte-se e do interior aparecem os grãos cuja parte que o envolve é acridoce. Pode ser simplesmente chupado ou feito em forma de suco .Eu tive ocasião de provar estes grãos e têm um sabor agradável. E porque me lembrei agora do Imbondeiro? Estava a arrumar a estante, quando me surgiu o Livro do “Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint-Exupéry. Ao folheá-lo vi a referência ao imbondeiro , e recordei com saudade o tempo que estive em Angola,( apenas durante um ano), o tempo da minha juventude.Adorei a minha estadia neste país tropical , onde não voltei , mas que recordo com saudade . África tinha para mim uma certa magia

5 comentários:

Papoila disse...

África rem a magia da fauna e da flora e do perfume único da terra mãe molhada depois de um dia de Sol... África faz parte dos meus lugares mágicos.
Beijos

Je Vois la Vie en Vert disse...

Acho que a Africa tinha para todos um certo encanto mas será que ainda tem ? Está muito estragada. Há muita sujidade, insegurança, pobreza, inegalidades. Quem o diz é a minha filha que vai lá de vez em quando e não sai do hotel no Maputo, em Luanda ou na cidade do Cabo....

Eu nasci na Africa, no Congo Belga, mas tenho poucas lembranças a não ser da nossa fuga para não sermos mortos (os meus pais e os seus 3 filhos de 6, 9 e 10 anos) sem nada a não ser a roupa que tinhamos no corpo.


beijinhos

Verdinha

Iscte 72-77 disse...

O imbondeiro e o pôr do sol são imagens que ficam para sempre para quem por África passou. Lembro com muiiiiiitas saudades a minha juventude. Para completar só falta mesmo a rosa de porcelana que vim a encontrar há poucos anos na África do Sul...

poetaeusou . . . disse...

*
Africa Nossa . . .
,
Velho Imbondeiro...
Teus braços abraçam-me na África,
Teu tronco enrosca-se nos rios do meu corpo.
Velho imbondeiro... balanço que embala o tempo,
Pesado em teu ser, o sentir doído do meu povo.
,
in-lucette morais
,
brisas nocturnas,
,
*

Lucette Morais disse...

Velho Imbondeiro...
Teus braços abraçam-me na África,
Teu tronco enrosca-se nos rios do meu corpo.
Velho imbondeiro... balanço que embala o tempo,
Pesado em teu ser, o sentir doído do meu povo.
Tua história canta as canções antigas do coração
Ah... coração cansado,
da espera da vida,
e me encontras aqui tão só...
Velho imbondeiro das tardes quentes, sem sol.
Teu sono acalenta meus sonhos de menina,
Teus desejos são a sensualidade e voz da alma africana...

Em terras de Brasil, és o sinal da dor nas correntes do navio,
Em terras de Angola, és o sinal do amor para sempre.
Velho imbondeiro que ainda canta
acompanhando o vento, em noite de temporal...
Nas noites frias dos pampas,
o ar quente embala os meninos de apartamento
em tuas histórias de mata,
Meu velho baobá, querido!

Fonte: Três Continentes... Um Só Amor de Lucette Morais